Scroll Top

Como e em que investir em tempos de crise?

Conheça mais

O Brasil enfrenta uma de suas maiores crises econômicas e isso já pode ser percebido em diversos setores, inclusive quando se trata de contratações de trabalho. Para se ter uma ideia, a taxa de desemprego ultrapassou a margem de 7%, sendo que a Região Nordeste saiu como a mais prejudicada por superar o limite de 9%. Isso representa mais de 7,9 milhões de pessoas desempregadas em todo o país.

Muita gente tem corrido atrás do prejuízo. É possível encontrar muitos profissionais se reinventando, criando suas próprias empresas de baixo custo, como produção de artesanatos, ambulantes, preparação de alimentos para fora, trabalhos freelancers, entre outras alternativas. Ou seja, mesmo diante de tantos entraves, ainda é possível enxergar uma luz no final do túnel.

Os especialistas destacam que mesmo diante de um cenário como esse, ainda é possível investir em tempos de crise, principalmente, para aqueles que podem arriscar de 5 mil reais para mais. Até porque as oportunidades são significativas, visto que o valor de alguns de negócios ao invés de aumentar, baixou.

 

Curso

Quem não tem muita habilidade para investir deve contar com o auxílio daqueles que entendem do assunto, afinal, ainda que alguns métodos estejaminvestindo em tempos de crise entre os mais favoráveis do momento, é preciso ter cautela. Outra forma de ficar por dentro dessa pauta é por meio de cursos. Para se ter uma ideia, é o tipo de habilitação que se aprende até online. Algumas plataformas até fornecem serviço de tira-dúvidas.

Os cursos presenciais também salvam muita gente, principalmente, aqueles ministrados pela Bolsa de Valores. O interessado deve analisar, a fim de escolher o formato que melhor atender às suas expectativas e condições.

 

Imóveis

Quem pode investir em imóveis, essa é a hora. Em alguns grandes centros, a bolha parecia que nunca iria estourar, porque tudo estava muito caro, sobretudo, em cidades como o Rio de Janeiro. A crise deixou as implementações menos agressivas, o que tem gerado uma baixa no valor dos imóveis, por exemplo.

As compras à vista tendem a ser mais promissoras, porque o preço pode cair ainda mais. É importante destacar que ainda não se trata de um segmento barato, todavia está mais em conta para quem tem o dinheiro em mãos e deseja negociar. Ou seja, é um momento propício para se fazer ofertas.

 

Bolsa de valores

Essa também é uma oportunidade interessante, porém exige do investidor bastante cautela, porque o mesmo precisa estar atento às alternativas mais interessantes. A dica é: as empresas sólidas são as mais indicadas, que apresentam resultados mais relevantes e poucas dívidas ou nenhuma. Só que isso só é válido para aqueles que conhecem esse tipo de atividade, portanto não é a forma mais adequada para os marinheiros de primeira viagem.

 

Renda Fixa

A renda fixa tem apresentado altas quando o assunto são as taxas de juro, quase 14%. É válido mencionar que a taxas, no que se refere à administração tendem a ser mais baixos e os ganhos são reais. Ou seja, é bem melhor que a poupança – no momento -, porque o rendimento tem sido menor do que a inflação.

Mais Artigos:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: