Scroll Top

Doutorado em Engenharia Nuclear

Conheça mais

O engenheiro nuclear é o tipo do profissional que está em alta e a demanda para esse tipo de segmento não para de crescer. Todavia, no Brasil, poucas são as universidades que disponibilizam essas atividades. Os interessados pelo curso deverão realizar uma pesquisa minuciosa, a fim de definir quais as entidades que mais atendem às suas expectativas.

As engenharias, de uma forma geral, se destacam. Isso ocorre porque o Brasil ainda está entre os países que menos formam esse tipo de profissional no mundo. Isso tem gerado um prejuízo significativo para as indústrias. Para se ter uma ideia, a carência de mão-de-obra qualificada faz com que o país perca mais de 20 bilhões de reais a cada ano.

Não é a toa que os engenheiros podem ser encontrados na lista dos mais bem pagos da atualidade. Nos cargos de diretoria, eles chegam a ganhar mais de 26 mil reais. Ou seja, é uma área que vale muito o investimento e a qualificação, mesmo depois da faculdade.

Os profissionais do segmento de ciência e tecnologia tem a possibilidade de ingressar no Programa Ciência sem Fronteiras. Ou seja, o engenheiro nuclear que desejar fazer o curso de doutorado fora do país, poderá realizá-lo, desde que atenda às exigências do edital. As informações referentes aos países participantes, bem como outros detalhes podem ser obtidas no doutorado engenharia nuclearsite oficial do projeto.

 

Ementa

No doutorado em engenharia nuclear, o profissional vai encontrar uma matriz curricular com disciplinas obrigatórias e outras não. Daí, ele vai poder adaptar alguns conhecimentos, a partir do seu tema de investigação. Os assuntos podem sofrer variações, uma vez que cada instituição oferta as suas linhas de pesquisa.

 

Processo seletivo

Iniciar em um curso de doutorado requer o cumprimento de alguns requisitos e o primeiro deles é ter passado pelo mestrado. Em geral, o processo é composto por três etapas, nas quais o candidato precisa da aprovação, se desejar seguir em frente.

Na fase um, o participante deve apresentar a documentação, juntamente, com o pré-projeto. Depois, o mesmo realiza uma prova de conhecimentos específicos e de idiomas, que podem ser um desses: francês, espanhol e inglês. A última fase é composta pela entrevista com a banca examinadora, que arguirá a respeito do tema de investigação, fundamentação teórica, dentre outros questionamentos.

É válido dizer que esse tipo de qualificação tem uma média de 3 anos de duração. Nas universidades públicas, o candidato não precisa pagar por mensalidades e alguns deles até conseguem seguir na pesquisa por meio do auxílio de uma bolsa de estudos. As aulas são ministradas durante a semana e sempre nos períodos matutino e vespertino.

Ou seja, isso difere um pouco das particulares, que trazem maior flexibilidade, oferecendo o curso à noite até aos sábados. Porém, o custo disso fica entre 1 e 3 mil reais, por mês.

 

Mercado de trabalho

No início da carreira, o engenheiro nuclear pode ganhar entre 4 e 10 mil reais. Todavia, com o título de doutor, os ganhos podem ser até cinco vezes maiores. O profissional poderá atuar em indústrias ligadas à sua formação e ainda terá a possibilidade de atuar em pesquisas ou mesmo lecionar em universidades.

Mais Artigos:

2 Comentários

  1. Ana Paula disse:

    Aqui mesmo no Brasil é possível fazer Mestrado e Doutorado em Engenharia Nuclear. O programa de Pós-Graduação da USP está disponível pelo IPEN Instituto de Pesquisa em Energia Nuclear, na Cidade Universitária em São Paulo.

    Informações: http://www.ipen.br/portal_por/portal/interna.php?secao_id=88

  2. Pedro disse:

    A ufrj tambem oferece cursos de mestrado e doutorado em eng nuclear,alem de graduacao tambem em eng nuclear

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: