Scroll Top

UFPB

Universidade Federal da Paraíba

Em 2 de dezembro de 1955, por intermédio da Lei Estadual 1.366, a UFPB foi criada. Entretanto, no dia 13 de dezembro, a instituição foi federalizada, por meio Lei 3.835. Vale destacar que em 1934, o primeiro curso superior iniciado no foi o de Agronomia, pela Escola de Agronomia do Nordeste. Também é válido ressaltar que a entidade é reconhecida pelas pesquisas tecnológicas, bem como ensino de excelência.

A Universidade conta com mais de 36 mil alunos, incluindo os da graduação, pós – graduação, ensino à distância, Stricto Sensu e Lato Sensu. São cerca de 57 departamentos acadêmicos, mais de 100 cursos de graduação, 43 de mestrado, 12 de especialização e 23 de doutorado.

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) também faz parte das maneiras de ingresso nos cursos de graduação da UFPB. O estudante deve realizar o Exame nacional do Ensino Médio (Enem), se desejar ingressar por esse método. Site oficial: http://www.ufpb.br/

 

Faculdade de Medicina

Em um contexto geral, o curso de Medicina está entre os mais concorridos, por isso as atividades exigem mais dos candidatos. Em 2015, a nota deufpb cursos corte subiu mais de 90%, ou seja, se antes já era complexo, agora mais ainda.

A Faculdade de Medicina, Odontologia e Farmácia foi implementada pelos visionários Dr. Humberto Nóbrega e Dr. Lauro dos Guimarães Wanderley, em 25 de março de 1950. Todavia, o seu reconhecimento oficial ocorreu em 5 de outubro de 1955, pela Lei 38.011.

No ano de 2014, a nota de corte do curso de Medicina foi de 786,34 pontos. Já em 2015, os participantes precisaram fazer 769,94 pontos. Embora, tenha ocorrido um decréscimo, é válido informar que a pontuação ainda é significativa. Dessa maneira, se o estudante quiser garantir a sua vaga, deverá fazer cerca 800 pontos ou mais.

 

Quanto tempo dura?

O curso de Medicina dura cerca de 12 meses, o equivalente a 6 anos. No entanto, o limite máximo para a conclusão da habilitação é de 19 meses.

 

SISU

Para participar do sistema adotado pela maioria das universidades públicas brasileiras, o estudante precisa passar pelo Enem, pois do contrário será impedido, já que essa faz parte da exigência do cadastro.

A chamada é divulgada pela imprensa, sites das instituições participantes e Ministério da Educação. A inscrição é didática, por isso não oferece dificuldades para o candidato. Enquanto o prazo estiver em aberto, a verificação diária deve ocorrer, pois os sistemas libera a nota de corte, diariamente.

Em função do cadastro de outros concorrentes, as médias podem subir, descer ou mesmo eliminar o participante de determinado curso. Dessa forma, o candidato precisa usar de estratégia, já que ele pode aproveitar o seu resultado em outro curso da UFPB ou destinar para a habilitação em Medicina, em outra universidade, com pontuação equivalente a sua.

É permitido escolher 2 opção. Ou seja, o candidato pode optar por cursos diferentes na UFPB ou destinar uma das alternativas para o curso de Medicina da UFPB e a segunda opção para outra entidade. Obtendo a aprovação, o participante precisa manter a atenção no prazo de matrícula.

Mais Artigos:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: